Ficção

Bom dia

Maio 23, 2017

Etiquetas:,

A luz diáfana da manhã mostra-se ao meu olhar prometendo calor e claridade. Traz embalo de fotão, balanço de candela, swing de ansilumen e outras badaladas energéticas que não me atrevo a convocar. É que é muito cedo ainda.

Bocejo. Num espreguiço estico o corpo e, antes de o guindar à vertical, atinge-me uma manobra eletrónica do destino, vestida de citação. Tenho uma sensação de vertigem, quase apocalíptica.
Em texto luminoso, uma frase no meu inbox, destudava -me por inteiro:

“” As únicas pessoas que me agradam são as que estão loucas: loucas por viver , loucas por falar, loucas por salvarem-se” – Jack kerouac”

Torço o torso e num crossover de alavanca “mastroerectome” na cama. Olho demoradamente para a frase do escritor americano que escolheste para me dizeres boa noite e percebo, pela primeira vez completamente, o tamanho da aventura em que nos metemos.

“Como é que sabes que a única eu desejo é salvar-me?”

7
7 likes
Related Posts

Ficção

Sai!

Maio 10, 2016 2 0

Ficção

Encontra-te

Outubro 19, 2017 4 0

Your email address will not be published.