Poesia

Intervalo

Dezembro 1, 2015

Era uma vez
em vez de lábios
palavras
e em vez de voz
paradas cigarras

Era o tempo
do intermezzo
meio seco
do brandy light
by night

Era como fosse
onde ninguém morava
nem o copo
nem a árvore
nem os lábios
nenhuma língua

Só a palavra.


@ 2006

0
0 likes
Related Posts

Poesia

Vazio

Janeiro 15, 2017 4 0

Poesia

As cabras 

Dezembro 1, 2015 0 0