Poesia

Rua da felicidade

Maio 29, 2017

Dizes sempre tudo com tanto assombro

Mas onde é que moras, que nunca te encontro.

Foges de mim, se te olho perto

E não se vê o mar no teu olhar deserto

Só te quero levar ao fim do meu mundo

Onde o horizonte esmaga o teu mar sem fundo

Mas tu nunca queres vir, queres permanecer

e a fugires da vida não podes viver

Por isto te escrevo, te seguro a mão

Tu só tens tempo se tiveres coração

Só chegas no céu a tocar estrelas

Se deres alegrias a cada tristeza

Levanta o teu copo e enche o coração

De nada te serve dizes-me que não

E tudo é melhor e quando é verdade

és a rua certa da felicidade

 

 

4
4 likes
Related Posts

Poesia

Lolita

Março 28, 2017 4 0

Your email address will not be published.