Espera

Espera

Espero e fumo. E espero mais. O sol oblíquo da manhã, já quente, acelera o coração. Foi muito tempo de espera. No bus. À espera das malas. Isso não se despacha… Vem logo que estou saudoso. Uma miríade de gente espera como eu. Será que sentem assim? Bags delivered. Acena um ecrã, claramente otimista. Last Continue reading Espera

Nambu

Nambu

A alegria chegou dentro de um envelope pardo, entregue em mãos na varanda chic da casa raízes. A tarde era ainda nova e haveria de ser noite sem que pudesse resgatar a história ao manuscrito. Discretamente um nome apodado no destinatário: José Manuel. Abri-o com um gesto simples na esperança do olfato. Lá estava. No Continue reading Nambu